informações úteis para si

Tratamos de Documentação Automóvel desde 1994

Tentaremos usar este espaço para lhe transmitir informações uteis para a gestão do seu dia-a-dia na área automobilística.

glossário

Esclareça aqui todas as suas dúvidas

NEDC é a designação do sistema de medição de CO2 para veiculos fabricados anteriores a 09/2018. Este sistema de medição foi alterado pois era mais falível de adulteração (como é exemplo os processos contra a VW e Audi).

WLTP é a designação do sistema de medição de CO2 para veiculos fabricados após 09/2018. Inicialmente foi estipulado para entrar em vigor 09/2017, no entanto as marcas pediram à União Europeia que adiassem por um ano para se adaptarem. O novo sistema é em tudo diferente ao sistema antigo (NEDC) pois é mais correto e é por isso que os veiculos têm mais CO2 através deste sistema. NOTA: há veiculos que já possuem medição de CO2 em WLTP anteriores a 09/2018, pelo que é necessário ter atenção à compra destes veiculos.

O COC é o documento de homologação europeia que certifica que a viatura em questão foi fabricado com as normas europeias de segurança e circulação. As fábricas de automóveis fabricam veiculos para o mercador europeu (com COC) mas também fabricam para outros mercados (africanos, americanos e médio-oriente), portanto esses veiculos não possuem COC. Também é necessário saber que os COC apenas começaram a existir a partir de 1997 (ligeiros passageiros) e 2001/2002 (motociclos). As caravanas, pesados, atrelados e autocaravanas apenas mais tarde.

É um código da IMT que consta em todos os documentos de viaturas matriculadas em Portugal e onde constam todas as carateristicas da viatura,. A homologação nacional é para o modelo em específico e obtido através de códigos constantes na homologação europeia. A ficha de homologação europeia é o COC ou Certificado de conformidade.

É um código de homologação criado pela IMT para que uma viatura que não foi comercializada possa ser matriculada em Portugal. Podem ser muitos os tipos de viaturas que necessitam de homologação individual como por exemplo carros vindos do continente americano, asiático ou africano. Esses veiculos não precisam de COC para serem matriculados nesses continentes e por isso não são fabricados as normas europeias. Outras viaturas que necessitam são a maioria dos veiculos de mercadorias (porque os pesos ou carateristicas não estão de origem) , autocaravanas e todo o veiculo sem motor. O processo para obtenção desse código de homologação individual é moroso, caro e burocrático.

Documento que serve para confirmar as carateristicas da viatura tal como se encontra, normalmente necessária para obtenção duma homologação individual.

Certificado de gás para autocaravanas e caravanas que tenham foção ou aquecimento a gás. Normalmente necessário para obtenção de homologação individual pela IMT.

Instituto de Mobilidade e Transportes, entidade que gere toda o parque automóvel com atribuição de matriculas e gestão de cumprimento de normas de circulação.

Entidade onde se fazem os registos automóveis em Portugal que originam os livretes aos proprietários.

Entidade que emite dinheiro, cartões de identidade (passaportes e cartões de cidadão) e também os livretes dos automóveis após registos na Conservatória do Registo Automóvel.

São as matriculas atribuidas em Portugal anteriores a 2005, consideradas valiosas para veiculos que têm a data da primeira matricula anterior a essa data. Acontece que os veiculos importados com mais de 30 anos obtêm mais valor se tiverem essas matriculas, por isso há muita procura por esse serviço nomeadamente na nossa empresa. São no entanto processos morosos, caros e burocráticos.

imposto único de circulação

consulte a tabela iuc para o seu veiculo

veículos matriculados antes de 1 de julho de 2007

Gasolina
Cilindrada
Outros (Gasóleo, etc)
Cilindrada
Movidos a Electricidade
Voltagem Total
Posterior a 1995 de 1990 a 1995 de 1981 a 1989
Até 1.000 Até 1.500 Até 100 Até 1.000 Até 1.000 Até 1.000
Entre 1.001 e 1.300 Entre 1.501 e 2.000 Mais de 100 Entre 1.001 e 1.300 Entre 1.001 e 1.300 Entre 1.001 e 1.300
Entre 1.301 e 1.750 Entre 2.001 e 3.000 Entre 1.301 e 1.750 Entre 1.301 e 1.750 Entre 1.301 e 1.750
Entre 1.751 e 2.600 Mais de 3.000 Entre 1.751 e 2.600 Entre 1.751 e 2.600 Entre 1.751 e 2.600
Entre 2.601 e 3.500 Entre 2.601 e 3.500 Entre 2.601 e 3.500 Entre 2.601 e 3.500
Mais de 3.500 Mais de 3.500 Mais de 3.500 Mais de 3.500
fonte impostosobreveiculos.info

veículos matriculados a partir de 1 de julho de 2007

Cilindrada taxa emissões co2 taxa
Até 1.250cm3 26,89€ Até 120g/km 53,98€
Mais de 1.250cm3 até 1.750cm3 53,98€ Mais de 120g/km até 180g/km 80,87€
Mais de 1.750cm3 até 2.500cm3 107,86€ Mais de 180g/km até 250g/km 161,74€
Mais de 2.500cm3 323,48€ Mais de 250g/km 269,60€
fonte impostosobreveiculos.info
Nesta categoria de veículos (B - ligeiros matriculados a partir de 1 de Julho de 2007) de forma a não prejudicar veículos mais antigos, existe uma forma de diferenciar os veículos consoante o ano. Isto é conseguido através da aplicação de um coeficiente, obtido através do ano de aquisição e de acordo com a seguinte tabela.
ano de aquisição coeficiente
2007 1.00
2008 1.05
2009 1.10
2010 1.15
2011 1.15
fonte impostosobreveiculos.info
Para calcular o valor a pagar terá que: somar a parcela da cilindrada à parcela das emissões e depois multiplicar esse resultado pelo número da tabela acima de acordo com o ano do carro. Exemplo: um carro de 2008, a gasolina com 1.300 de cilindrada e 150g/km de emissões de CO2 pagará (52,90 + 79,10) * 1,05 = 138,495€.

classificação de veículos

consulte a classificação do seu veiculo

código tipo tab especificação peso bruto lotação
01 LIGEIRO DE PASSAGEIROS I Transporte de Passageiros ≤ 3500 kg ≤ 9
04 LIGEIROS MISTOS I Transporte Alternado ou Simultâneo de Passageiros e Carga ≤ 3500 kg ≤ 9
77 LIGEIRO DE MERCADORIAS DE CAIXA FECHADA III Ligeiros de mercadorias de caixa fechada, com lotação ≤ 3 lugares, incluíndo o do condutor, e a altura interior da caixa de carga inferior a 120 cm ouLigeiros de mercadorias de caixa fechada, com lotação ≤ 3 lugares, incluindo o do condutor, e tracção às quatro rodas, permanente ou inserível ≤ 3500 kg ≤ 3
4A LIGEIROS MISTOS IV • Comprimento mínimo da caixa de carga de 145 cm
• Altura interior mínima da caixa de carga de 130 cm, medida a partir do respectivo estrado, que deve ser contínuo
• Antepara inamovível, paralela à última fiada de bancos, que separe completamente o espaço destinado ao condutor e passageiros do destinado às mercadorias
• Não apresentem tracção às quatro rodas, permanente ou inserível
> 2300 kg ≤ 3
4B LIGEIROS MISTOS VI NÃO APRESENTEM TRACÇÃO ÀS QUATRO RODAS, PERMANENTE OU INSERÍVEL > 2300 kg ≤ 9
M3 LIGEIRO DE MERCADORIAS IA EXCLUIDO • Destinado ao transporte de nercadorias
• Não considerado derivado de ligeiro de passageiros
• Caixa aberta, fechada ou sem caixa
< 3500 kg ≤ 3
CAIXA ABERTA OU SEM CAIXA (ALTERADO EM 15/01/2002) > 3
M4 LIGEIROS MISTOS IV • Caixa aberta ou sem caixa
• Sem tracção às 4 rodas, permanente ou inserível (1 eixo motor)
< 3500 kg > 3
M5 LIGEIRO DE MERCADORIAS V • Caixa aberta ou sem caixa
• Cem tracção às 4 rodas, permanente ou inserível (2 eixos motor)
< 3500 kg > 3

centros de desmantelamento

consulte aqui onde encontrar centros de desmantelamento

ambitrena

Valorização e Gestão de Resíduos, S.A.
Parque Industrial da Mitrena, Lt 54 – 2910-738 Setúbal
Telef: 265 709 630 / Fax: 265 709 639

ecometais

Sociedade de Tratamento e Reciclagem, S.A.
Av. Siderurgia Nacional, nº1 – Edf SN – 2840-104 Aldeia de Paio Pires
Telef: 212 210 338 / Fax: 212 278 656

batistas

Reciclagem de Sucatas, S.A.
Quinta de S. Julião e Nabais – Casal Pinheiro – 2580 Carregado
Telef: 263 850 270 / Fac: 263 850 279

macropeças

Recuperação Mecânica, Lda.
Apartado 100 – 3350-909 Vila Nova de Poiares
Telef: 239 421 351 / Fax: 239 421 378

CONSTANTINO FERNANDES DE OLIVEIRA & FILHOS S.A.

Travessa da Seada, 471 – Apartado 73 – 4416-901 Pedroso
Telef: 227 419 190 / Fax: 227 453 828

reci 21

Reciclagem de Resíduos Industriais, Lda.
Zona Industrial de Ferreira-a-Nova, Lotes C e D – 3080 Figueira da Foz
Telef: 233 429 826 / Fax: 233 411 742

riometais

Comércio de Sucatas, Lda.
Rua dos Regatos – Rio Meão – Apartado 473 – 4520 Rio Meão Codex
Telef: 256 372 627 / Fax: 256 365 877

rsa

Reciclagem de Sucatas Abrantina
Av. António Farinha Pereira – Olho de Boi – Alferrarede – Abrantes
Telef: 241 361 597 / Fax: 241 365 267

centros de inspecção

consulte aqui a lista de centros

lista de centros

Clique aqui para aceder a lista de centros de inspecção.

Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais